Os devaneios, sonhos, rotinas e alucinações de uma mulher comum que de comum não tem nada. Não será esta a melhor descrição para qualquer mulher... mas que sei eu... sou só uma tola...

15
Jul 14

Esta velha amiga que me envolve nos seus familiares braços, num abraço que me sufoca e aperta o peito… esta companheira que nunca me abandona completamente, que permanece como uma sombra discreta, sempre constante e fiel. Quando me esqueço dela por breves instantes, ela mostra-se em todo o seu esplendor para que nunca o meu coração a olvide.

O seu manto frio cobre-me na escuridão da noite, ela acaricia o meu cabelo sem meiguice ou calor, ela limpa-me as lágrimas que correm livremente no meu rosto sulcando mais uma linha, mais uma história, mais um sonho perdido.

Aprendi a viver com ela, aprendi a aceitá-la como parte de mim, como um lado obscuro da minha alma que persiste contra a minha vontade, contra o meu alegre coração. Ela consola a minha incerteza sendo a única constante que conheço, a única parte de mim que nunca se alterou, nunca passou.

Confundimo-nos numa simbiose mórbida e desastrosa, sem sabermos onde eu começo e ela termina, sem percebermos quem domina e quem se submete, quem é carrasco e escravo, numa tempestade sem fim e sem proveito.

Esta velha amiga e companheira a quem tantas vezes tento virar as costas, a quem infindáveis vezes tentei escorraçar da minha vida, não aceita partir, não obedece o meu comando, não obedece a minha ordem… esta amiga, esta companheira e algoz…esta parte da minha alma… esta Tristeza…

publicado por Nessie às 16:41
sinto-me: Not great
música: I dreamed a dream

Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
31


posts recentes

Amiga e algoz...

subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

7 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

favorito

O amor..

blogs SAPO