Os devaneios, sonhos, rotinas e alucinações de uma mulher comum que de comum não tem nada. Não será esta a melhor descrição para qualquer mulher... mas que sei eu... sou só uma tola...

08
Jan 14

Pousa a cabeça no meu regaço e descansa guerreira. A luta foi dura, a dor foi grande e o resultado não foi o esperado. Tira a armadura, despe a máscara, larga as armas e deixa as lágrimas caírem, sente o corpo adormecer e ouve a música que os anjos cantam para ti.

A batalha acabou, a guerra chegou ao fim e ficou apenas a sensação de vazio e lástima. A mágoa que vejo no teu olhar é profunda e imensa… o cansaço marcou o teu rosto, cada linha é uma história, cada risco de lágrima uma perda e a escuridão que te assola é clara.

Nunca mais serás a mesma, nunca mais terás a leveza e alegria de outrora, porque a tua inocência foi roubada, a tua crença dilacerada e não mais acreditarás, não mais verás o mundo com esperança e o amanhã com entusiasmo.

Fecha os olhos guerreira e descansa, fecha os olhos enquanto te acaricio o cabelo e sonha… sonha com tudo o que almejavas, com tudo o que perdeste, com o mundo antes do ontem e o futuro antes da batalha.

O destino foi cruel contigo, a vida foi-te madrasta, calaste em ti os gritos da tua alma, sufocaste no peito as lágrimas do teu coração e perdeste tão mais do que uma mera batalha…

Descansa guerreira, descansa… dorme o sono reparador dos justos. O sol nascerá amanhã novamente, o dia seguinte está já aí e terás outras batalhas para enfrentar, outros dragões para combater e outras armas para usar.

Dorme guerreira, dorme e descansa, porque a tua maior batalha é e sempre serás tu…

publicado por Nessie às 15:16
sinto-me: Cansada...
música: Skinny love - Birdy

19
Set 13

Olho o mar e imagino cavalos de espuma a cavalgar as ondas, os raios de sol são lanças de luz, o vento o poder das armas, cada grão de areia um soldado, cada rochedo um forte e o horizonte a vitória. Este é o meu exército, esta é a única guerra que consigo conceber.

O mal não pode vencer, a escuridão não pode imperar, fecho os olhos e sinto a luz dentro de mim fluir, iluminar os que sofrem, os fracos e oprimidos. Agarro-me ao peito forte da minha dúvida e suspiro… suspiro porque a minha luz não chega. A luz não chega para limpar todo o sofrimento que existe no mundo, para dar esperança a quem a perdeu, para secar as lágrimas dos que choram.

Mas nos meus sonhos eu corro com os cavalos das ondas, lanço lanças de luz e disparo ventos, batalho com os meus grãos de areia e afasto, escorraço os monstros deste mundo para a linha do horizonte, para o esquecimento, para a não existência…

Esta é única guerra que consigo conceber…

publicado por Nessie às 16:36
sinto-me: Vigilante
música: Use somebody - Kings of Leon

Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

7 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

favorito

O amor..

blogs SAPO